Fechar
Inédito Hamilton deixa Mercedes


A Mercedes pegou o mundo da Fórmula 1 de surpresa ao anunciar nesta quinta-feira (1) a saída de Lewis Hamilton ao final da temporada de 2024, marcando o fim de uma era para a equipe alemã. Em um comunicado oficial, a Mercedes declarou que Hamilton ativou uma opção de liberação em seu contrato, permitindo sua partida após uma longa e bem-sucedida parceria. Pouco tempo depois, rumores se confirmaram e a Ferrari anunciou que o piloto inglês se juntará a eles a partir de 2025, provocando um novo capítulo emocionante na carreira de Hamilton e no cenário da Fórmula 1.

A mensagem da Mercedes deixou claro que a separação foi uma decisão mútua entre a equipe e Hamilton, que optou por explorar novas oportunidades após seu contrato atual. Essa notícia surge em meio a especulações crescentes sobre o futuro de Hamilton e o interesse de outras equipes em tê-lo em seus carros. A movimentação também levanta questões sobre quem substituirá Hamilton na Mercedes a partir de 2025, desencadeando um frenesi de rumores e especulações no paddock da Fórmula 1.

A decisão de Hamilton de se juntar à Ferrari é um desenvolvimento significativo, não apenas para ele, mas também para a equipe italiana, que há muito tempo busca uma figura de destaque para liderar sua equipe. A confirmação da Ferrari veio poucas horas após o anúncio da Mercedes, consolidando a mudança de Hamilton para a escuderia vermelha.

Enquanto Hamilton se prepara para começar um novo capítulo em sua carreira, a notícia representa um desafio para a Mercedes, que perde um de seus pilotos mais icônicos e bem-sucedidos. Por outro lado, a chegada de Hamilton à Ferrari pode revitalizar a equipe italiana, trazendo consigo sua vasta experiência e habilidades excepcionais ao volante.

No entanto, nem todos saem ganhando com essa mudança. O espanhol Carlos Sainz emerge como o grande perdedor nessa história, pois sua permanência na Ferrari fica comprometida com a chegada de Hamilton e a recente renovação de contrato de Charles Leclerc. Sainz, que estava em negociações avançadas para estender seu contrato além de 2024, agora enfrenta uma temporada difícil em sua última corrida pela equipe italiana.

Sainz confirmou por meio de suas redes sociais que 2024 será sua última temporada na Ferrari, lançando dúvidas sobre seu futuro na Fórmula 1. Enquanto isso, o mundo da Fórmula 1 aguarda ansiosamente para ver como as peças do quebra-cabeça se encaixarão com essas mudanças sísmicas no grid para as temporadas futuras.

Add Comment

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

YouTube
Instagram
Tiktok