Fechar
John Textor será julgado pelo STJD

O dono da SAF do Botafogo, John Textor, será julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por não apresentar evidências das acusações de manipulação de resultados em jogos do Brasileirão, anunciou o tribunal nesta quarta-feira (3).

O julgamento de Textor está agendado para o dia 15 de abril, diante de uma comissão disciplinar do STJD. O dirigente é acusado de violar dois artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) que exigem colaboração e cumprimento das determinações das autoridades esportivas.

Textor tem denunciado repetidamente uma suposta corrupção no futebol brasileiro, mas até o momento não apresentou provas. Suas acusações se intensificaram após o Botafogo perder o título do Brasileirão de 2023, apesar de liderar a competição por 38 rodadas e abrir uma vantagem de 13 pontos sobre os concorrentes. O caso pelo qual ele será julgado está relacionado às declarações feitas no início de março. Na ocasião, o STJD afirma que Textor “alegou possuir gravações de árbitros reclamando do não recebimento de propinas prometidas e afirmou que houve manipulação de resultados no Brasileiro nos últimos três anos (2021, 2022 e 2023)”.

Uma investigação foi iniciada sobre essas acusações, na qual o dirigente foi solicitado a apresentar as supostas provas, o que não ocorreu, de acordo com o tribunal. Se for considerado culpado, Textor pode ser suspenso de suas funções por até 360 dias, correndo o risco de destituição em caso de reincidência, além de ser multado em R$ 100 mil.

Add Comment

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

YouTube
Instagram
Tiktok